Corrupção
Atualizado em: 10/07/2011 - 3:00 pm

Roberto Gurgel está convencido da existência do mensalão

O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, concluiu que os empréstimos fraudulentos dos bancos Rural e BMG ao grupo do publicitário Marcos Valério e ao PT, que encobriram o caixa dois do mensalão, ultrapassaram R$ 75 milhões.

A informação está na reportagem de Felipe Seligman, publicada no jornal Folha de S.Paulo (matéria na íntegra está disponível somente para do jornal e do UOL).

Segundo a Folha, nas alegações finais de Roberto Gurgel, enviadas na quinta-feira (7) ao STF (Supremo Tribunal Federal), o procurador não explica como chegou ao valor mencionado mas diz que foram “pseudo” empréstimos que, segundo ele, abasteceram o esquema.

O procurador-geral da República disse ainda “que a luta contra a corrupção é extremamente ampla e generalizada” e que o Ministério Público Federal ampliará a fiscalização em todo o país.

Já o julgamento do caso Mensalão pode ficar para 2012.

“A expectativa é que o julgamento ocorra talvez no segundo semestre ou então no início de 2012, e que o STF acolha a acusação formulada pelo Ministério Público Federal”, disse Gurgel.

Leia ainda: Procurador Geral da República diz que está convencido da existência do mensalão no governo Lula
Procurador-geral encaminha alegações finais do mensalão ao STF

 

Siga-nos e curta-nos:
RSS
Follow by Email
Twitter
Visit Us
Follow Me