Nacional

PSB não responderá a menção de Eduardo Campos por Costa em delação premiada

PSB não responderá a menção de Eduardo Campos por Costa em delação premiada
PSB não responderá a menção de Eduardo Campos por Costa em delação premiada

A assessoria do PSB comunicou que não se manifestará sobre a menção ao ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos, no depoimento do ex-diretor da Petrobras, Paulo Roberto Costa. Dentro do partido, a avaliação é a de que Paulo Roberto Costa não apresentou provas concretas contra Campos. “Apenas jogaram no ar o nome de uma pessoa que já morreu, é um absurdo”, comentou um auxiliar.

Delação premiada
A edição da revista Veja que chega às bancas neste fim de semana traz parte da lista de políticos citados pelo ex-diretor da Petrobras. Eles estariam envolvidos no esquema de corrupção na estatal. Entre os nomes divulgados pela revista aparece o do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB), morto em um acidente aéreo no último dia 13 de agosto.

O ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, e a atual governadora do Maranhão, Roseana Sarney, ambos do PMDB, também foram citados dentro do acordo de delação premiada que Costa fechou em 22 de agosto com os procuradores da Operação Lava Jato, da Polícia Federal.

Leia ainda:
Delação: PT admite danos à campanha e Dilma deve ficar na defensiva
Lista de delatados por ex-diretor da Petrobras reúne deputados, senadores, governadores e ministros

Refinaria
Os estados de Pernambuco, Maranhão e Rio de Janeiro estão com refinarias da Petrobras em fase de construção.

Lula e Dilma
Ainda segundo a Veja, Costa disse que despachava direto com o ex-presidente Lula e a presidente Dilma, então presidente do conselho de administração da Petrobras, saberia de tudo.

Com informações da Agência Estado e Revista Veja


Curtir: