Ceará

PSD amplia espaço no governo Camilo

Osmar Baquit, filiado ao PSD, é o titular da Secretaria da Pesca
Osmar Baquit, filiado ao PSD, é o titular da Secretaria da Pesca

A bancada do PSD, que já faz parte da base de apoio do governo Camilo Santana (PT), ganhará mais espaço no Executivo. Isso porque o governador encaminhará à Assembleia Legislativa mensagem que faz mais uma alteração na estrutura administrativa.

Pela proposta, a Agência de Defesa Agropecuária do Ceará (Adagri) da estrutura da Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA) passará a ser gerida pela Secretaria de Agricultura e Pesca. A informação foi confirmada pelo secretário da Pesca, Osmar Baquit.

Ajustes
Baquit informou que, na manhã desta terça-feira (30), uma reunião na Secretaria de Planejamento e Gestão do Estado (Seplag), realizará os últimos ajustes à matéria, antes de ser encaminhada ao Legislativo. Com orçamento de R$ 16,4 milhões, a Adagri é importante braço econômico do Estado. Atualmente, o órgão está sob a gestão do petista Dedé Teixeira, do Desenvolvimento Agrário.

Espaço
Questionado se a mudança representa mais espaço político dentro do Governo, Baquit negou. “Não há nada disso. O governador está apenas implantando uma verticalização. Só ajustando competências”, rebateu. Nacionalmente, o órgão controla o Ministério da Agricultura com indicação da senadora Kátia Abreu (TO).

PSD
O PSD tem três deputados estaduais e indicou o deputado licenciado, Osmar Baquit, para a Secretaria de Agricultura, Aquicultura e Pesca. Patrícia Aguiar, atual presidente do PSD, é ligada, politicamente, aos irmãos Ferreira Gomes, uma vez que seu esposo, o hoje conselheiro Domingos Filho, foi vice do ex-governador Cid Gomes.

“Natural”
Em entrevista, Patrícia classificou como “natural” a mudança administrativa proposta por Camilo, negando que tenha sido uma exigência partidária. “Isso não passou por questões de partido. Foi uma decisão administrativa. Se a Adadri for para a [Secretaria] Pesca, é natural”, salientou a prefeita de Tauá, acrescentando que o partido está em “sintonia” com o Governo Federal e Estadual.

Fora
No final de março deste ano, o agora vice-presidente da legenda, Almircy Pinto, anunciou a saída do bloco parlamentar de apoio a Camilo, afirmando que a sigla adotaria uma postura independente ao Governo. Nos bastidores, o comentário era que Almircy estaria insatisfeito com o espaço demandado ao partido junto Governo Estadual. Isso porque na gestão Cid Gomes, a sigla controlava a pasta de Planejamento e Gestão.

Com informações do OE


Curtir: