Denúncia

PSD coleta nome até de morto e é acionado pela oposição

Prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, articula criação do PSD. Foto: Juvenal Pereira/CMSP

O DEM e o PTB prometem entrar, nesta quinta-feira (16), com representações junto ao Ministério Público Federal para que sejam investigadas irregularidades no recolhimento de assinaturas para a criação do PSD, o novo partido articulado pelo prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab.

Missão?
Segundo a denúncia, funcionários da Prefeitura estariam coletando assinaturas para a criação da sigla. A imprensa nacional divulgou reprodução do e-mail de uma funcionária pedindo que amigos assinassem as listas de registro.

Na mensagem, a assessora dizia que recebeu “missão” de Kassab para que os “pobres mortais dependentes de cargos comissionados” coletassem assinaturas.

Mortos
O novo partido já enfrenta investigação em Santa Catarina, onde um chefe de cartório encontrou nomes de eleitores mortos nas assinaturas para o registro da legenda.

Com informações da Agência Estado


Curtir: