Congresso
Atualizado em: 22/06/2011 - 4:03 pm

Imagem do dinheiro encontrado com os "aloprados", em 2006, para a compra de um dossiê falso contra tucanos de SP

A liderança do PSDB na Câmara dos Deputados encaminhou ao procurador-geral da República, Roberto Gurgel, nesta quarta-feira (22), pedido de reabertura das investigações sobre a possível participação do ministro Aloizio Mercadante no escândalo dos Aloprados.

O caso aconteceu em 2006, em São Paulo, revelando um suposto esquema para a compra de um dossiê falso contra políticos tucanos.

Polêmica
A revista Veja desta semana revelou uma conversa em que um dos envolvidos, Expedito Veloso, do PT, confessa que o dinheiro para a compra do material teria sido levantado pelo atual ministro de Ciência e Tecnologia, na época candidato ao governo de São Paulo.

Leia mais:
Em Fortaleza, Mercadante nega participação em ‘dossiê dos aloprados’

O líder do PSDB na Casa, Duarte Nogueira, também enviou um ofício ao diretor-geral da Polícia Federal, Leandro Daiello Coimbra, com pedido semelhante.

“Diante dos novos fatos que agora surgiram, inclusive com uma testemunha admitindo que Mercadante foi um dos mentores do dossiê, é preciso reabrir as investigações”, disse o líder do PSDB.

Convocação
Nesta terça-feira, parlamentares da legenda haviam apresentado requerimentos de convocação de Mercadante em três comissões da Câmara: a de Fiscalização Financeira, a de Segurança Pública e a de Ciência e Tecnologia.

A Procuradoria da República no Mato Grosso já havia ordenado a retomada das investigações a respeito da compra do dossiê.

Com informações de Agências e Veja

Siga-nos e curta-nos:
RSS
Follow by Email
Twitter
Visit Us
Follow Me