Eleições 2012

Psol lança pré-candidatura em Fortaleza e Plínio já fala em Renato Roseno para Presidência da República

Psol lança pré-candidatura de Renato Roseno para a prefeitura de Fortaleza. Foto: Kézya Diniz/via Instagran

O Psol lançou na noite desta quinta-feira (31) a pré-candidatura do advogado Renato Roseno para a prefeitura de Fortaleza. O ato, na sede do partido, centro da capital, contou com a presença do ex-presidenciável Plínio de Arruda Sampaio.

Roseno foi recebido com festa pela militância. O pré-candidato aposta no “desejo de mudança” para colocar a campanha na rua “com a força da juventude” e apresentar uma nova proposta para a administração do município. “É preciso combater as desigualdades de Fortaleza”, defendeu o pré-candidato.

Renato 2014
O ato político marcou a pré-candidatura para a disputa em Fortaleza, mas durante entrevista, Plínio de Arruda Sampaio citou o nome de Renato Roseno como um nome de destaque do Psol para a eleição pela Presidência da República em 2014. “O Renato não é um nome só de Fortaleza, para o partido ele tem uma importância nacional. E eu falo aqui, estou aqui, como representante da Direção Nacional do partido”, enfatizou Plínio.

Plínio disputou a presidência da República em 2010 pelo Psol e chamou atenção dos eleitores com opiniões polêmicas e críticas contra PT e PSDB.

Bancada Forte
O partido marcou a convenção partidária para o dia 23 de junho e até lá articula alianças com outras siglas do movimento de esquerda para, inclusive, para tentar aumentar a bancada de parlamentares da Câmara Municipal de Fortaleza que atualmente conta apenas com o vereador João Alfredo. “O que nós queremos, pode até para alguns parecer impossível, mas nós queremos chegar ao segundo turno. Nosso trabalho é nesse sentido. Para a Câmara Municipal queremos fortalecer a nossa bancada e estamos conversando com o PSTU, mas já fechamos com o PCB para a disputa em Fortaleza”, destacou o vereador.

Avaliação de Luizianne
Questionado sobre a gestão do PT em Fortaleza e a atuação da prefeita Luizianne Lins, Plínio de Arruda Sampaio disse apenas que foi informado de que a administração “está muito ruim”.  “Não acompanho o dia a dia de Fortaleza, o que sei é pelos companheiros. A informação que tenho é que a Luizianne [Lins] está muito ruim aqui. Muito ruim!”, afirmou.

Cachoeira
No final da entrevista para a imprensa, Plínio ainda comentou o que pensa sobre a CPMI instalada no Congresso Nacional para investigar o suposto esquema de corrupção que seria comandado pelo bicheiro Carlinhos Cachoeira. O dirigente do Psol enfatizou que não acredita no trabalho da Comissão. “Essa CPI não vai dar em nada. Vai acabar em pizza, como sempre acaba. Eles [deputados e senadores] deviam estar discutindo assuntos mais importantes para o país, isso sim”, disparou Plínio.

Acompanhe a reportagem do Jornal Jangadeiro:

[youtube]http://youtu.be/msmZIUWi4kw[/youtube]


Curtir: