Reforma Política

PT vai insistir na defesa pela reforma política para 2014

PT vai insistir na defesa pela reforma política para 2014
PT vai insistir na defesa pela reforma política para 2014

O líder do PT na Câmara Federal, deputado José Nobre Guimarães, reafirmou após reunião do diretório nacional da legenda em Brasília, que os petistas vão manter a defesa da realização um plebiscito para “reforma política já”, em que as mudanças no sistema político e eleitoral sejam válidas já no ano que vem.

A legenda também decidiu que vai buscar estratégias para reacender a interlocução com os movimentos sociais e reforçar o apoio às medidas sugeridas pela presidente Dilma Rousseff.

Unidade partidária
Na reunião de sábado (20), Guimarães afirmou que o partido vai lutar para se manter “unificado”, mesmo que não haja unanimidade nos posicionamentos, em referência ao deputado Cândido Vaccarezza (PT/SP), indicado pelo PMDB para coordenar o grupo que estuda a reforma política na Câmara dos Deputados.

Vaccarezza chegou a se posicionar contra o plebiscito proposto pelo governo e defendeu que a reforma política só passe a vigorar a partir de 2018. De acordo com Guimarães,  “a opinião de um ou outro correligionário não reflete o posicionamento da maioria”

E as pesquisas
Sobre os resultados da pesquisas de opinião que apontam queda de popularidade da presidente Dilma Rousseff, Guimarães minimizou. Segundo ele, o partido classifica a queda como “normal” e “natural”, pois, em sua opinião, as sondagens refletem o momento vivenciado logo após as manifestações que tomaram as ruas do país. “Isso abalou todos os governos”, salientou.


Curtir: