Em Brasília

Relatório da CPMI da Petrobras será apresentado na quarta-feira

Relatório da CPMI da Petrobras será apresentado na quarta-feira
Relatório da CPMI da Petrobras será apresentado na quarta-feira

O relatório final da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito da Petrobras (CPMI) será apresentado na próxima quarta-feira (10), às 14h30. Dele devem constar dados sobre as investigações feitas nos últimos meses envolvendo a estatal do petróleo.

O texto, que deverá ser discutido e votado por deputados e senadores, deverá abordar investigações sobre a compra da Refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos, o superfaturamento na construção de refinarias e denúncias de pagamento de propinas a funcionários, entre outros pontos.

CPMI
A CPMI foi criada para investigar as irregularidades envolvendo a Petrobras, ocorridas entre 2005 e 2014, e relacionadas à compra da Refinaria de Pasadena, ao lançamento de plataformas inacabadas, ao pagamento de propina a funcionários da empresa e ao superfaturamento na construção de refinarias.

Leia ainda:
Juiz federal diz que ações investigadas na Lava Jato “transcendem” Petrobras
Último foragido da Operação Lava Jato se entrega à Polícia Federal
Lava Jato: Ex-diretor diz que líder do PT no Senado recebeu R$ 1 milhão
Contas Abertas: BNDES concedeu R$ 2,4 bi às empresas investigadas pela Lava Jato
Investigados na operação Lava Jato movimentaram R$ 23 bilhões
Delatores da operação Lava Jato vão devolver R$ 423 milhões aos cofres públicos

Dois meses
Nos quase seis meses de funcionamento, a CPMI teve seus trabalhos prejudicados em função do pleito eleitoral. Em muitas reuniões da comissão, a presença de parlamentares, principalmente da base governista, foi pequena, inviabilizando a votação de requerimentos e a tomada de depoimentos por falta de quórum.

E ainda
Mesmo tendo os trabalhos prejudicados por causa do pleito eleitoral, a CPMI votou mais de 800 requerimentos de convocação para depoimentos e solicitação de documentos e de informações, entre outros. Foram expedidos mais de 300 ofícios a autoridades pedindo informações, documentos, a liberação de presos para depoimentos e outros.

Com informações de Agências


Curtir: