Ceará

Renato Roseno apresenta requerimentos para debater vazamento de óleo nas praias

Renato Roseno apresenta requerimentos para debater vazamento de óleo nas praias

O deputado Renato Roseno (Psol) apresentou requerimento na Assembleia Legislativa convidando à Casa representantes do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (Ibama) e da Marinha para explicitarem as ações de recuperação das praias cearenses atingidas pelo vazamento de óleo, bem como solicitando laudos do Núcleo de Tecnologia e Qualidade Industrial do Ceará (Nutec).

Conforme lembrou o parlamentar, desde o dia 30 de agosto, quando foram feitas as primeiras denúncias e registros das manchas de óleo nas praias do Nordeste, o Governo Federal não ativou qualquer plano de contingência.

“O óleo foi derramado a 77 km da nossa costa, provavelmente de um petroleiro fantasma, visto que há um boicote norte-americano ao óleo venezuelano e muitos navios trafegam próximos à costa brasileira. Esse óleo chegou aos nove estados do nordeste, atingindo mais de 160 municípios e 200 praias”, relatou.

Para Renato Roseno, é emergencial e imprescindível que o legislativo cearense se dedique ao tema, pois diversas espécies de flora e fauna aquáticas foram atingidas, muitas delas em extinção. “Enquanto isso, a força voluntária e solidária de milhares de pessoas é que está limpando a praia. Governos estaduais precisam tomar suas medidas, mas precisamos dar a devida dimensão a essa tragédia ambiental”, alertou.

Sobre o tema, o deputado Acrísio Sena (PT) afirmou que a Secretaria do Meio Ambiente do Ceará já criou um grupo de trabalho para avançar na discussão. “O grupo é formando por representantes da Casa Civil, IBAMA, Polícia Ambiental e Bombeiros, para somar forças com a população e, principalmente, investigar de onde veio esse óleo”, informou.

Suspeita
Já o deputado Leonardo Pinheiro (PP) disse que existe a suspeita de não ter sido um acidente, mas algo premeditado. “Me acosto ao senhor no pedido que as autoridades competentes ajam de forma enérgica para essa situação. Primeiro precisamos reverter os males e responsabilizar os culpados”, sugeriu.

Omissão
O deputado Marco Sobreira (PDT) criticou a omissão do Governo Federal diante do desastre. “Mais de 50 dias passados e só agora o Governo parou para olhar. Aqui no Ceará já foi criado o grupo de trabalho pela Casa Civil, de uma forma completa, que já esta agindo para ao menos amenizar os prejuízos nas nossas praias”, ponderou.

Ataques
O deputado Elmano Freitas (PT) lamentou que o Governo Federal ao invés de investigar já no primeiro momento o ocorrido, fez declarações apenas de ataque à Venezuela. “Nesses casos, primeiro se busca reduzir os danos. Se na praia já era grave, imagem nos mangues e recifes de corais. Quem tem essas informações do dano é a Petrobrás e a Marinha, então é de suma importância que o Governo Federal nos ajude com essas informações. Não temos que só criticar, vamos tomar as medidas para proteger nosso litoral”, opinou.

Com informações da AL


Comentários: