Fortaleza

Representantes da FEBRABAN vêm à Fortaleza discutir Estatuto da Segurança Bancária

Representantes da FEBRABAN vêm à Fortaleza discutir Estatuto da Segurança Bancária
Representantes da FEBRABAN vêm à Fortaleza discutir Estatuto da Segurança Bancária

Representantes da Federação Brasileira de Bancos – FEBRABAN – vêm à Fortaleza se reunir com o vereador Acrísio Sena (PT)com o objetivo de dar continuidade às tratativas relacionadas à implementação dos dispositivos previstos no Estatuto Municipal de Segurança Bancária. O encontro acontece nesta quarta-feira (23), a partir das 11h, na Sala das Comissões da Câmara Municipal de Fortaleza.

Estarão presentes pela Federação Vanessa Gruia, advogada da Diretoria Jurídica; Pedro Oscar Viotto, Diretor Setorial de Segurança Bancária e Virgílio José Ribeiro, Assessor Técnico.

Na Capital
Fortaleza é uma das cidades onde o debate está mais avançado. As novas normasjá ajudaram a reduzir as ocorrências em mais de 10%. Segundo Acrísio, é preciso “pressão social” para que os bancos implantem as medidas. “Estamos vendo com preocupação ataques a agências bancárias se repetirem em todo o Estado, que já conta com mais de 100 ocorrências entre assaltos, explosões de caixas eletrônicos, saidinhas e outros crimes. Em Fortaleza já são cerca de 40 registros. E a obediência ao que determina o Estatuto aumenta a segurança de usuários e funcionários”, explica Acrísio.

Em ação de divulgação e articulação para a implantação do Estatuto, o petista está visitando, uma a uma, todas as câmaras de vereadores da Região Metropolitana de Fortaleza. O objetivo é trocar experiências e fazer com que as ações previstas sejam postas em prática.

É Lei!
No dia 29 de maio de 2013, o Estatuto Municipal de Segurança Bancária completou um ano da sua aprovação pela Câmara de Vereadores. A Lei nº 9.910 foi posteriormente sancionada pela então prefeita Luizianne Lins e publicada no Diário Oficial do Município dia 25 de junho de 2012. O Estatuto obriga – entre outras coisas – os bancos a terem portas eletrônicas, vidros blindados, sistema de monitoramento e gravação eletrônica, divisórias e biombos nos caixas das agências e no autoatendimento.

Com informações da Assessoria


Comentários: