Fortaleza

Roberto Cláudio planeja “arranjo público-privado” contra crise

Roberto Cláudio planeja “arranjo público-privado” contra crise. Foto: Genilson de Lima
Roberto Cláudio planeja “arranjo público-privado” contra crise. Foto: Genilson de Lima

O prefeito Roberto Cláudio estuda um “arranjo público-privado”, para manter os investimentos na capital cearense, diante da recessão econômica vivenciada pelo País.

“Estamos com estudo de diversos arranjos público-privados – concessões, PPPs, operações urbanas consorciadas, projetos especiais -, enfim, utilizar o Plano Diretor e as nossas legislações urbanas para poder atrair mais investimentos de médio e grande porte para cidade de Fortaleza”, ressaltou ele, na noite de segunda-feira (19), antes da cerimônia de diplomação para o cargo, no Centro de Eventos do Ceará.

RC disse que a ideia é integrar o interesse privado com o público, utilizando diversas ações urbanísticas disponíveis pela administração municipal. “É uma nova visão de trabalho para a cidade”, frisou ele, acrescentando que o assunto já entra na pauta de discussão logo no início do ano.

Crise
Segundo ele, as previsões para o próximo anos não são animadoras e, portanto, o Município precisa se preparar já no início do ano para garantir o pagamento dos servidores, a antecipação do 13º em julho, além dos investimentos e manutenção dos serviços públicos.

Secretariado
À imprensa, o Prefeito afirmou que pretende anunciar as mudanças no seu secretariado até a próxima sexta-feira (23). “É possível que eu mantenha parte da equipe, mude funções e traga novas pessoas, mas sempre com a ideia que este é um novo governo. Mesmo para quem fica, com novos compromissos e novas metas”, salientou.

Prioridade
O prefeito salientou que as prioridades em 2017, serão: saúde, geração de emprego e segurança pública – essa, segundo RC, ficará sob o comando do vice-prefeito, Moroni Torgan (DEM). Roberto Cláudio revelou que as ações na área da segurança serão articuladas em conjunto com os governos Federal e Estadual, por meio de um conselho, que também será presidido por Moroni.

Diplomação
Na cerimônia, também foram diplomados os 43 vereadores eleitos, o prefeito Roberto Cláudio e o vice Moroni Torgan. O evento marca o encerramento do processo eleitoral, que começa com as convenções partidárias, passa pelo período de campanha e termina com o julgamento das contas declaradas pelas candidaturas. O documento habilita os candidatos a tomar posse no dia 1º de janeiro de 2017.

Bastidores
A cerimônia de diplomação do prefeito e dos vereadores eleitos na capital cearense teve um momento em que parte da plateia puxou gritos de “Fora, Temer”. O vereador Plácido Filho (PSDB) foi vaiado. O coro foi feito quando o parlamentar eleito fez menção ao nome do juiz Sérgio Moro, juiz responsável pela Operação Lava Jato, após receber o diploma para assumir o mandato.

Camilo
O governador Camilo Santana participou do evento. Ele chegou acompanhado do prefeito Roberto Cláudio. À imprensa, o petista falou sobre a proposta de controle dos gastos públicos encaminhada à Assembleia Legislativa e tratou de rebater a comparação com a matéria aprovada pelo Governo Federal na PEC 55. “A grande diferença é que a União restringiu investimento, investimento está fora. Nós preservamos na nossa proposta educação e saúde que são as áreas básicas da população. São duas diferenças enormes”, frisou.

Com informações do OE


Curtir: