Eleições 2012

Saúde, Educação e Mobilidade marcam primeiro debate das eleições 2012

Saúde, Educação e Mobilidade marcam primeiro debate das eleições 2012. Dez candidatos disputam a prefeitura de Fortaleza. Montagem: Kézya Diniz

Os dez candidatos que disputam a prefeitura de Fortaleza participaram na manhã desta quinta-feira (12) do primeiro debate da eleição de 2012. O programa foi transmitido ao vivo pela web TV do jornal Diário do Nordeste. Durante o primeiro bloco os prefeituráveis se apresentaram durante dois minutos e destacaram suas credenciais para assumir a prefeitura.

Educação
Ao longo das dicussões, as temáticas da Saúde pública, da Educação e da Mobilidade urbana foram os palcos centrais. André Ramos, do PPL, e Marcos Cals, do PSDB, criticaram o rendimentos dos alunos da rede municipal de ensino. Já Elmano de Freitas, ex-secretário municipal de Educação, negou os problemas e disse que a gestão da atual prefeita Luizianne Lins, conquistou diversos avanços na área.

Saúde
Já quando o assunto foi a saúde pública os dez postulantes fizeram promessas de investimento no setor. Moroni Torgan do DEM, prometeu contruir um centro especializado para atender pessoas com necessidades especiais. Roberto Cláudio, do PSB, prometeu contruir e equipar um posto de saúde em cada bairro da cidade.

Financiamento
Renato Roseno, do PSol, polemizou a questão do finaciamento das campanhas à prefeitura, que devem superar os R$ 55 milhões. Afirmou que sua candidatura não vai contar com doações. Por fim, Heitor Férrer, do PDT, criticou o transporte público em Fortaleza e denunciou a falta de investimentos nos últimos oito anos no setor.

Greve e mobilidade
Pelo PSTU, o postulante Francisco Gonzaga destacou os movimentos grevistas da Polícia Militar e dos motoristas e cobradores de ônibus. Ele garantiu que se eleito vai buscar melhorias para os trabalhadores. Valdeci Cunha do PRTB garantiu que Fortaleza tem avançado em vários setores, mas disse que ainda é preciso investir mais em mobilidade urbana.

Planejamento
Inácio Arruda, do PCdoB, argumentou que falta planejamento da administração pública da capital cearense e destacou o apoio do governo federal par a implementação de projetos em Fortaleza.

Acompanhe a reportagem do Jornal Jangadeiro:

[youtube]http://youtu.be/XDk4cs7NPmQ[/youtube]


Curtir: