Eleições 2014

“Se não for possível, vamos pra luta!”, diz Gaudêncio sobre aliança para eleição 2014

"Se não for possível, vamos pra luta!", diz Gaudêncio sobre aliança para eleição 2014
“Se não for possível, vamos pra luta!”, diz Gaudêncio sobre aliança para eleição 2014

“O meu desejo é que estejamos todos juntos, mas se não for possível, vamos pra luta!”. É com essa declaração que o vice-presidente do PMDB no Ceará, Gaudêncio Lucena, resume a possibilidade de rompimento, para a eleição de 2014, entre os partidos que formam a aliança eleitoral que apoiou as duas vitórias de Cid Gomes para o governo do Estado.

Eunício 2014
Gaudêncio Lucena que também é Vice Prefeito de Fortaleza, na gestão de Roberto Cláudio, do PSB, avalia que o senador Eunício Oliveira (PMDB) é o melhor nome para a sucessão de Cid Gomes. “Hoje, sem demérito para qualquer um dos eventuais postulantes ao governo do Estado na eleição de 2014, eu digo sem sombra de dúvidas de que, de todos os que se apresentaram até hoje, aquele que fez o dever de casa e que melhor se preparou para uma eventual administração foi o Eunício Oliveira”, enfatiza.

O peemedebista explica que desde que entrou na vida pública, com mandato de deputado federal em 1998, Eunício Oliveira tem se dedicado exclusivamente ao trabalho no Legislativo. Essa opção teria deixado Eunício, segundo avalia o aliado, preparado para administrar o Estado.

“O Eunício tem se preparado ao longo da sua vida política. desde que ele começou, em 1998, no primeiro mandato de deputado federal, que ele dedica exclusivamente ao mandato eletivo. Ele deixou a administração das empresas dele no Brasil inteiro para ter essa dedicação exclusiva”, diz Gaudêncio.

Sucessão
Eunício Oliveira não fala publicamente sobre sua possível candidatura mas, nos bastidores, a participação no pleito já é dada como certa. Gaudêncio Lucena também não esconde o desejo de ver Eunício na disputa pelo governo do Estado. “É claro que é um sonho dele um dia chegar a ser governador. Se for esse o desejo dos partidos coligados, já há dois mandatos do governo Cid e se for o desejo da população de Fortaleza e do Ceará tê-lo como governador, eu tenho certeza de que será um excelente governador”, ressalta.

Rompimento
Sobre a manutenção da aliança eleitoral que reúne partidos como PSB, PMDB, PT e PCdoB, Gaudêncio diz defender a união, mas deixa claro que o possível rompimento não será nenhuma surpresa. “Na política às vezes acontecem fatos, uns previsíveis, outros inesperados, mas tudo vai depender de como vai se formar a disputa presidencial. Dependendo dos candidatos que se apresentarem aí evidentemente poderá haver uma divisão na disputa para o governo do Estado“, revela.

Leia ainda:
Dobradinha “Tasso e Eunício” nas eleições de 2014 movimenta bastidores

Pra frente
Gaudêncio Lucena diz que a definição do cenário eleitoral de 2014 só deve ser acontecer em junho do próximo ano, mas ele avalia que, ainda em 2013, partidos e políticos devem dar uma importante sinalização.  “Esse quadro só se definirá lá pra junho do próximo ano. A gente vai sentir uma visão do que poderá ocorrer, já em outubro desse ano na mexida do tabuleiro com a criação de novos partidos e a definição de quem vai mudar de partido. Porque os candidatos que vão disputar em 2014 tem que se filiar um ano antes da eleição. Essa mudança vai sinalizar o que poderá ocorrer em 2014”, destacou.


Curtir:


One thought on ““Se não for possível, vamos pra luta!”, diz Gaudêncio sobre aliança para eleição 2014

  1. Olha,o Eunício tem tudo que um político quer ter; Dinheiro para bancar a própria campanha e votos em todo o Ceará.É muito conhecido e se juntar bebé com tomé,tem pra ninguém não!!!

Comments are closed.