Ceará
Atualizado em: 02/09/2011 - 10:25 am

Camilo Santana, secretário das Cidades, é observado por Cid Gomes em evento oficial.

A Secretaria das  Cidades promete divulgar na próxima sexta-feira (09/09) o resultado da sindicância realizada para apurar quem seriam os responsáveis pela liberação de recursos no esquema dos banheiros fantasmas. Desde o início das denúncias, apenas um servidor foi exonerado.

O caso foi descoberto inicialmente em Pindoretama, na Região Metropolitana de Fortaleza, mas já foi rastreado em pelo menos 47 municípios cearenses. Ao todo, 92 convênios estão sob suspeita. O rombo pode ultrapassar R$ 16 milhões, dinheiro que deveria ter sido usados para reduzir o drama dos moradores de 187 mil residencias que ainda não têm banheiros em suas casas.

Leia mais:
Escândalo dos banheiros: Camilo Santana reconhece irregularidades e promete rigor na apuração 
Vídeo: Cid defende Camilo Santana e diz que secretário “assina o que recomendam”   
Ex-secretários prestam depoimento sobre Escândalo dos Banheiros     
Primeiro Plano: corrupção está no colo do Governo do Ceará, afirma Heitor Ferrer
Silêncio de Cid é incompreensível, afirma o sociólogo André Haguette

Cadê o dinheiro?
Pouco mais de um mês depois de vir a público o escândalo dos banheiros fantasmas, todos se perguntam aonde foram parar cerca R$16 milhões que teriam sido desviados do Fundo de Combate à Pobreza (Fecop) do governo do Estado.

Resta saber se além de punir servidores, a sindicância vai apontar o caminho do dinheiro desviado.

Siga-nos e curta-nos:
RSS
Follow by Email
Twitter
Visit Us
Follow Me