Polêmica

Seebla afirma que Petrobras sabia de acordo com empresa de Eunício para fraudar licitação milionária

A direção da empresa Seebla diz ter denunciado em maio, à Petrobras, as irregularidades da empresa do senador Eunício de Oliveira (PMDB-CE), a Manchester, que fraudou concorrência de R$ 300 milhões em contratos sem licitação. A informação é do jornal O Estado de S.Paulo.

Veja o que diz a reportagem de Leandro Colon para O Estado de S. Paulo:

“A direção da Seebla Engenharia afirmou neste domingo, 10, ao Estado que a Petrobrás sabe desde o dia 11 de maio do assédio da empresa Manchester Serviços Ltda. para fazer um acordo numa licitação de R$ 300 milhões na Bacia de Campos, região de exploração do pré-sal no Rio de Janeiro. A Manchester pertence ao senador Eunício Oliveira (PMDB-CE).

De acordo com a Seebla, o episódio foi relatado à ouvidoria da Petrobrás. O número de protocolo da denúncia, segundo a empresa, é 03.730. Além da denúncia oficial, a empresa também diz que relatou o episódio ao gerente executivo da Petrobrás, José Antonio Figueiredo.”

Eunício Oliveira (PMDB) nega qualquer irregularidade e diz que está afastado do comando de suas empresas

Pra entender caso
Uma outra reportagem do Jornal O Estado de S. Paulo deste domingo (10) revelou que a empresa de Eunício Oliveira fraudou uma licitação da estatal de R$ 300 milhões. A publicação já havia denunciado que a Manchester assinou ainda contratos de R$ 57 milhões com a Petrobras sem licitação.

O jornal apurou que a empresa do senador Eunício Oliveira soube com antecedência, de dentro da Petrobras, da relação de seus concorrentes na disputa por um contrato de R$ 300 milhões na área de consultorias e gestão empresarial. De posse dessas informações, a Manchester procurou empresas para fazer acordo e ganhar o contrato.

O senador e a Petrobrás divulgaram notas negando irregularidades no processo.

Leia ainda: Oposição quer Polícia Federal, TCU e PGR investigando contrato entre Petrobras e empresa de Eunício
Estadão: Empresa de Eunício Oliveira fraudou licitação de R$ 300 milhões na Petrobras   

Empresa de Eunício leva R$ 57 milhões da Petrobrás em contratos sem licitação  
Em nota, Manchester rebate denúncia sobre fraude de R$ 300 milhões na Petrobras 

PF, TCU e PGR
E a polêmica deve repercutir durante a semana já que deputados e senadores da oposição afirmam que irão pedir abertura de inquérito da Polícia Federal, da Procuradoria Geral da República e uma auditoria dos contratos pelo Tribunal de Contas da União.

Além disso, deputados e senadores pretendem aprovar requerimento para ouvir as explicações do presidente da estatal, José Sérgio Gabrielli e dos diretores da empresa de Eunício que fecharam o negócio.

Com informações do Estadão.com


Curtir: