Câmara Municipal

Segurança Pública gera bate-boca entre líder do Governo e Capitão Wagner

Segurança Pública gera bate-boca entre líder do Governo e Capitão Wagner
Segurança Pública gera bate-boca entre líder do Governo e Capitão Wagner

O líder do governo, Evaldo Lima (PCdoB), e o vereador Capitão Wagner (PR) protagonizaram um bate-boca, que incluiu até mesmo críticas nos microfones, em alto e bom som. A briga entre os dois começou devido ao requerimento do republicano que solicitava a utilização da Força Nacional para Fortaleza e Região Metropolitana para reforçar a segurança pública.

“Demagogia”
Evaldo chegou a chamar Wagner de “demagogo” e “monolítico” em seu discurso, porque sempre fala em segurança, acrescentando ainda que não se sentia  “atraído por essa temática”.

Defesa
Sem titubear, Capitão Wagner, disparou: “Se defender o povo é ser demagogo, pode me chamar assim”. Disse, ainda, que, apesar dos investimentos, os questionamentos são referentes aos resultados deles [recursos investidos].

Rejeitado
Apesar do bate-boca, o requerimento foi rejeitado por 10 votos contrários, 5 favoráveis e 7 abstenções.

Mais cobrança
Outros vereadores questionaram a segurança pública, inclusive aliados do prefeito Roberto Cláudio. O vereador Eulógio Neto (PSC) sugeriu a utilização de “drones” (veículos não tripulados) para combater à violência.


Comentários: