Ceará

Seminário na Unilab discute violência e direito à cidade nesta quinta-feira

Seminário na Unilab discute violência e direito à cidade amanhã

O Movimento Cada Vida Importa realiza, nesta quinta-feira (17), o 3º seminário “Desafios para superação da violência: insegurança, extermínio da juventude negra e direito à cidade”.

O evento será sediado na Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), no Auditório do Bloco Didático do Campus da Liberdade, em Redenção, das 15h às 21h.

A primeira mesa do encontro aborda a temática “Obstáculos para a superação da violência”, debatendo aspectos nacionais e locais relativos a direitos humanos e segurança pública, racismo, violência contra a mulher e homofobia e transfobia.

Mesa
Com coordenação do professor da Unilab Thiago Vasconcelos, a mesa de debates terá participação dos docentes da Unilab James Moura Jr., Marcos Silva e Violeta Holanda, além de representante da Coordenadoria Especial de Políticas Públicas para Mulheres do Governo do Estado e da Associação Transmasculina do Ceará (ATRANS).

Na sequência
Das 18h30 às 22h, na mesa “Diálogos para a superação da violência”, serão debatidos diagnósticos e proposições para prevenção da violência, por meio de políticas públicas, atuação intersetorial, campanhas e mobilizações sociais. Participam da discussão Padre Francisco (Redenção), Benjamim Lucas (Comitê Cearense Pela Prevenção dos Homicídios na Adolescência), Margarida Marques (Instituto Negra do Ceará – Inegra), Anderson Duarte (Policiais Antifascismo) e representante de Torcida Organizada. A mesa vai ser coordenada pelo professor Eduardo Machado, da Unilab.

Movimento
to Cada Vida Importa é resultado de articulação que reúne integrantes de 14 universidades cearenses para sensibilizar a comunidade acadêmica contra o extermínio da população jovem, negra e pobre das periferias do Ceará. Conta com apoio do Comitê Cearense Pela Prevenção dos Homicídios na Adolescência e de dezenas coletivos e movimentos sociais.


Curtir: