Ceará Denúncia

Reunião entre Seplag e ABC para rescisão do contrato é suspensa

Eduardo Diogo é secretário de Planejamento do Estado

Olhos voltados para a secretaria de Planejamento do Estado. O titular da pasta, Eduardo Diogo, recebeu os jornalistas e explicou que a reunião prevista para esta segunda-feira (16)não aconteceu. 

No encontro previsto entre representantes da Secretaria do Planejamento e Gestão do Ceará (Seplag) e da empresa Administradora Brasileira de Cartões (ABC) seria assinada a rescisão do contrato de serviço de empréstimos consignadosdos servidores públicos estaduais.

Ausência
O encontro não chegou a acontecer, pois o diretor superintendente da ABC, Bruno Barbosa Borges, um das presenças mais esperadas, não compareceu, nem enviou representante. Na reunião, seria debatido também como será o sistema durante o período de transição, que deve durar 90 dias, a contar da data de assinatura da rescisão.

Notificação
De acordo com o secretário de Planejamento, representantes da empresa ABC enviaram uma notificação extra judicial para informar que não iriam participar do encontro e também para solicitar o conhecimento prévio de todo e qualquer documento que será assinado entre a Seplag e a ABC.

Valendo
Mesmo assim, o prazo de 90 dias para a recisão do contrato já começou a contar a partir desta segunda-feira (16).

Sete meses
A decisão de rescindir o contrato foi tomada sete meses após denúncia de que o negócio beneficiaria o genro do secretário-chefe da Casa Civil, Arialdo Pinho. A ABC venceu a licitação, mas quem comandava o esquema era a Promus, empresa que tem como sócio o genro de Arialdo, Luiz Antonio Valadares.

Hein?
Na entrevista, o secretário voltou a afirmar que a decisão de romper o contrato não foi motivada por possíveis irregularidades detectadas, mas sim pela necessidade de “reformular” o sistema de empréstimos aos servidores com “possibilidade” de juros menores.

“Não há irregularidades. O governo apenas avalia que é o momento de aperfeiçoar o modelo”, disse Diogo.

Leia mais:
Caso dos Consignados: Deputados cobram transparência na apuração de suposto esquema
Consignados: Governo anuncia rescisão do contrato com empresa

Caso dos Consignados: Férrer propõe CPI para investigar suposto esquema de tráfico de influência

Rescisão com operadora dos consignados não é reparação de erro, mas contenção de danos


Curtir: