Greve

Servidores da Justiça paralisam atividades novamente nesta quarta

Servidores da Justiça estão em greve desde o dia 24 de outubro

Servidores da Justiça Federal voltam a paralisar as atividades nesta quarta-feira (30). Desta vez, segundo o Sindicato dos Trabalhadores no Estado do Ceará (Sintrajufe-CE), mais duas categorias se juntam ao chamado “Apagão do Judiciário”: os da Justiça Eleitoral e do Trabalho.

Na Justiça Federal, a paralisação deve atingir serviços como os de informações processuais, consulta de processos, retirada de certidões criminais, protocolo de petições iniciais e em andamento, cumprimento de mandatos e diligências.

O movimento ocorre na Capital e interior. Só funcionarão serviços essenciais e urgentes, cujo atendimento poderá ser prestado em caráter excepcional, a ser decidido pelos servidores. No caso da Justiça do Trabalho, além do movimento dos servidores, está prevista a paralisação dos juízes.

Concentração
Os servidores da Justiça vão se concentrar a partir das 13h no Tribunal Regional Eleitoral (TRE), na Praia de Iracema, de onde devem seguir em caminhada até o Fórum Autran Nunes, no Centro, onde vão realizar uma manifestação.

Greve e reivindicações
A categoria decretou greve por tempo indeterminado desde o último dia 24 de outubro, após assembleia geral. No início de novembro, os trabalhadores decidiram concentrar as paralisações nas quartas-feiras, por meio dos chamados “Apagões do Judiciário”.

Segundo o Sintrajufe-CE, a greve é nacional e já conta com adesão de 20 estados. No interior do Ceará, também há participação ativa. Dentre as reivindicações da categoria, etão reajuste salarial, aprovação de Projeto de Lei que garante reposição inflacionária dos últimos 5 anos, dentre outros.

Governo inflexível
Em relação às negociações com o Governo Federal, o Sindicato da categoria informou que aquele permanece inflexível, orientando a base aliada no Congresso Nacional a rejeitar emendas e obstruir votações relativas ao reajuste salarial dos servidores do Judiciário.

Já o Supremo Tribunal Federal (STF), segundo o Sintrajufe-CE, tem prometido interceder para abrir o diálogo, mas, até o momento, nada de concreto foi garantido.

Leia mais:
Grevistas da Justiça do Trabalho terão o ponto cortado
Servidores da Justiça Federal realizam protesto no Centro da Capital
Justiça Federal paralisa as atividades por 24h em todo o país

Da Redação do Jangadeiro Online, com informações do Sintrajufe-CE