Articulação

Servidores públicos federais realizam mobilização nesta quinta-feira no centro da capital

Servidores das Receitas Federal e do Trabalho; da Advocacia Pública Federal; além de peritos e delegados da Polícia Federal articulam uma mobilização nacional para esta quinta-feira, dia 28 de julho, em frente a sede da Delegacia do Ministério do Trabalho, na rua 24 de Maio, Centro de Fortaleza,  a partir das 9 horas da manhã.

A data marca o Dia Nacional pelo Direito a um Serviço Público de Qualidade. Sete entidades representativas integram a campanha de negociação salarial conjunta com o Governo Federal.

Atenção
Os servidores afirmam que a mobilização nacional não se restringe à busca por melhores salários nem tem interesse de causar transtornos à população e, sim, chamar a atenção para as necessidades do serviço público. Seria uma tentativa de apresentar os problemas vividos pelas carreiras públicas que participam do movimento.

As carreiras da Fiscalização da Receita Federal e do Trabalho, da Advocacia Pública Federal, dos Peritos e Delegados de Polícia Federal atuam na arrecadação de impostos, no combate à sonegação, ao tráfico de drogas e ao trabalho escravo, na fiscalização e no acompanhamento de obras importantes como as do Programa de Acelaração do Crescimento (PAC) e para o sucesso dos megaeventos esportivos que serão realizados no Brasil nos próximo anos (Copa do Mundo de 2014 e Olimpíadas de 2016).

Negociação
Apesar da importância do trabalho desenvolvido por esses servidores públicos, os representantes classistas dessas categorias afirmam que não tiveram sucesso na negociação junto ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. As rodadas de encontros tiveram início em maio de 2011 e buscam solução para temas que têm impacto direto na garantia de pleno funcionamento e aprimoramento das atividades das carreiras envolvidas:

1. Fim imediato dos cortes e contingenciamentos orçamentários na Receita Federal e do Trabalho, na Polícia Federal e na Advocacia-Geral da União;
2. Retomada dos concursos públicos e da reestruturação dessas carreiras e valorização profissional dos servidores;
3. Acabar com a terceirização nas atividades próprias dessas carreiras e valorizar as funções exercidas pelas carreiras de apoio administrativo.

Apesar de a manifestação marcada para o dia 28 de julho, as entidades representativas nacionais mobilizadas continuam em negociação com o governo. Caso as conversas não avancem, as entidades preveem a possibilidade de novas ações.

Entidades que participam da mobilização: ADPF – Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal; APCF – Associação Nacional dos Peritos Criminais Federais; ANFIP – Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil; Fenadepol – Federação Nacional dos Delegados de Polícia Federal; UNAFE – União dos Advogados Federais Públicos do Brasil; Sindifisco Nacional – Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil; e SINAIT – Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais do Trabalho.

Com a Assessoria de imprensa do SINDPF – Ceará


Curtir: