Fortaleza

Sindiônibus divulga nota sobre decisão da prefeitura de recorrer contra aumento da tarifa do transporte público de Fortaleza

O presidente do Sindiônibus, Dimas Barreira, assina a nota encaminhada à imprensa. Foto: Divulgação

O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus) enviou nota ao blog PolítiKa em que reafirma a necessidade do reajuste da tarifa de ônibus em Fortaleza. A entidade, no entanto, diz que vai acatar “qualquer decisão determinada pela Justiça”. A prefeitura de Fortaleza ingressou, na terça-feira (08), com recurso junto ao Tribunal de Justiça do Estado do Ceará para tentar reverter o aumento no valor da passagem de R$ 2,00 para R$ 2,20.

Leia a nota na íntegra
“O Sindiônibus esclarece que a tarifa que passará a vigorar no próximo sábado, dia 12 de janeiro, no valor de R$ 2,20, após quase dois anos sem reajuste, tem como objetivo restabelecer o equilíbrio econômico financeiro do sistema de transporte coletivo de Fortaleza, pautada em uma planilha tarifária que acompanha mensalmente a evolução dos custos desta operação de transporte. Informamos, outrossim, que o Sindiônibus acatará qualquer decisão determinada pela Justiça.”

Prefeitura diz que já recorreu
A Procuradoria Geral do Município de Fortaleza já ingressou com recurso junto ao Tribunal de Justiça do Estado do Ceará para tentar reverter a decisão do juiz da 1ª Vara da Fazenda Pública de Fortaleza que serviu de base para a decisão da ex-prefeita Luizianne Lins de assinar decreto reajustando o preço da passagem de ônibus urbano de R$ 2,00 para R$ 2,20.

Saiba mais:
Passagem de ônibus em Fortaleza ficará mais cara a partir do dia 11
Roberto Cláudio diz que reajuste da tarifa de ônibus é “pegadinha” e promete recorrer para impedir aumento da passagem

Em nota, Sindiônibus justifica reajuste e diz que Fortaleza segue com passagem mais barata “em cidades do mesmo porte”

Urgência
De acordo com o Procurador Geral do Município, José Leite Jucá Filho, junto ao recurso também foi encaminhado o pedido de tramitação de urgência da matéria, visto que o reajuste está previsto para entrar em vigor a partir da zero hora do dia 12 de janeiro. O procurador também não descartou a possibilidade de recorrer a outros procedimentos legais para tentar manter a passagem de ônibus de Fortaleza no valor de R$ 2,00. “A orientação do prefeito Roberto Claudio é que busquemos todas instâncias para tentar barrar o aumento”, afirmou José Leite Jucá.


Curtir: