Ceará

STJ determina quebra de sigilos fiscal e bancário de Teodorico e Teo Menezes

Teodorico Menezes deve permanecer afastado do TCE

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu nesta quarta-feira (6), manter afastado do Tribunal de Contas do Estado do Ceará (TCE) o ex-presidente da Corte, Teodorico José Barreto Menezes.

Também foi determinada a quebra dos sigilos bancário e fiscal do conselheiro e de seu filho, o deputado estadual Téo Menezes (sem partido).

Banheiros
Teodorico e Teo tiveram seus nomes ligados ao chamado “Escândalo dos Banheiros Fantasmas” – um suposto esquema de corrupção para desviar verbas públicas da Secretaria das Cidades destinadas a construção de kits sanitários em comunidades carentes do Ceará.

Leia ainda:
TCE decide que Teodorico continua afastado até conclusão de investigações sobre “banheiros fantasmas”
Governo do Ceará financia esquema milionário de banheiros fantasmas    
Após denúncia: Associação fantasma em Pindoretama aluga sede e inicia atividades

Governo do Ceará pagou R$ 400 mil para construção de banheiros que não saíram do papel

Fora!
O STJ determinou ainda que Teodorico Menezes fique impedido de entrar na sede do Tribunal de Contas do Estado; e de usar o veículo oficial. Trata-se de uma forma de impedir que ele atrapalhe a colheita de provas durante o processo. O afastamento é cautelar e por prazo indeterminado.

MP
A decisão do STJ, que acata o pedido do Ministério Público, envolve ainda outras nove pessoas ligadas a Teodorico (entre familiares e servidores do TCE). Entre eles estão dois filhos de Teodorico: Thiago Barreto Menezes e Aline Menezes. O ex-motorista, o ex-chefe de gabinete e a servidora do TCE, Renata Guerra, também são investigados no processo.

Com colaboração do jornalista Diego Lage


Curtir: