Polêmica
Atualizado em: 14/06/2011 - 3:13 pm

Governador Cid Gomes durante Rally dos Buracos da BR-222 (Foto: Deoclécio Castro via twitter)

Começou a tramitar nesta terça-feira (14), na Assembleia Legislativa do Ceará, o pedido de autorização do Superior Tribunal de Justiça (STJ), para que seja aberto um processo de ação penal contra o governador Cid Gomes. A ação corresponde a uma queixa crime proposta pelo ministro dos transportes, Alfredo Nascimento, contra o governador.

Leia mais:
Cid lança “Rally dos buracos”, classifica ministério dos Transportes de “laia” e Dnit de “quadrilha”

Ministro dos Transportes entra com ação no STJ contra Cid Gomes

Acusações
Cid Gomes pode responder processo por injúria e difamação. O governador do Ceará acusou o ministro de ser “inepto, incompetente e desonesto” além de classificar o ministério dos Transportes de “laia” e o Dnit de “quadrilha”.

Relator
A Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCRJ) da Assembleia se reuniu na tarde desta terça-feira para decidir o nome do relator do processo. O escolhido foi o deputado Antonio Granja (PSB).

Prazos
O governador tem até dez dias para formular sua defesa. Passado o prazo, o deputado relator do processo, Antonio Granja, terá também até dez dias para dar o seu parecer. Feito isso, o parecer vai para votação em plenário e precisa de dois terços ou 28 votos para aprovar ou não a autorização para que o governador seja processado.

Agora ou depois
Quanto à abertura ou não do processo contra o governador, o deputado de oposição Heitor Férrer (PDT), afirma que “esse manto é apenas para dizer se o governador vai ser processado como governante ou após o término do mandato”. Segundo Férrer, se o processo não for aberto agora, será depois que Cid Gomes deixar o cargo. “Não podemos barrar um processo”, disse o pedetista.

Siga-nos e curta-nos:
RSS
Follow by Email
Twitter
Visit Us
Follow Me