Eleições 2012 Ficha Limpa

Sujou: Justiça do Ceará suspende liminares de oito gestores com contas desaprovadas

O procurador geral de Justiça, Ricardo Machado, recorreu de todas as liminares concedidas aos gestores que tiveram suas contas desaprovadas pelo TCM Foto: PGJ/CE

O presidente do Tribunal de Justiça (TJCE), José Arísio Lopes da Costa, atendendo a pedido do Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), suspendeu os efeitos das liminares concedidas pelos juízes da Fazenda Pública em relação a oito gestores municipais que tiveram suas contas desaprovadas pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM).

Sujou!
Com as liminares, os gestores que estavam inelegíveis poderiam concorrer nas eleições municipais. Mas a situação foi revestida em segunda instância. Agora, os gestores podem ser barrados pela Lei da Ficha Limpa.

Todos
A decisão do TJCE, divulgada nesta quarta feira (11/07), diz respeito a apenas uma parcela das ações que foram contestadas pelo Ministério Público. O procurador geral de Justiça, Ricardo Machado, recorreu de todas as liminares concedidas aos gestores que tiveram suas contas desaprovadas pelo TCM.

Veja abaixo a relação dos oito gestores, cujas liminares tiveram os efeitos suspensos nesta quarta:

– Antônio Almir Bie da Silva – Itatira (liminar concedida pela 2ª Vara da Fazenda Pública de Fortaleza).

– Silvana Maria Carneiro Fontenele – Viçosa (liminar concedida pela 1ª Vara da Fazenda Pública de Fortaleza).

–  Cirilo Antônio Pimenta Lima – Quixeramobim (liminar concedida pela 3ª Vara da Fazenda Pública de Fortaleza).

– Aderilo Antunes Alcântara Filho – Iguatu (liminar concedida pela 7ª Vara da Fazenda Pública de Fortaleza).

–  Paulo Ruberto Cavalcante Mota – Itatira (liminar concedida pela 2ª Vara da Fazenda Pública de Fortaleza).

– Iracy Duarte Dantas – Choró (liminar concedida pela 5ª Vara da Fazenda Pública de Fortaleza).

– Gadyel Gonçalvez de Aguiar Paula – São Benedito (liminar concedida pela 2ª Vara da Fazenda Pública de Fortaleza).

– José Edson da Silva – Assaré (liminar concedida pela 2ª Vara da Fazenda Pública de Fortaleza).

 Com informações do MPE


Curtir: