Nacional
Atualizado em: 05/07/2011 - 11:56 pm

Do Jangadeiro Online

O vice-presidente Michel Temer disse nesta terça-feira (5) que não vê  incompatibilidade na permanência do ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento, no governo, após as denúncias de corrupção que levaram a demissões no alto escalão da pasta.

Nascimento deve ir ao Senado na próxima semana para explicar as denúncias de superfaturamento e pagamento de propina em contratos do Departamento Nacional de Infraestrutura Terrestre (Dnit). O governo investiga a denúncia de um esquema de pagamento de propina para integrantes do PR, partido de Nascimento, em troca de contratos de obras ligadas ao ministério.

Leia mais:

Ministério dos Transportes suspende licitações por 30 dias
Quatro integrantes da cúpula do Ministério dos Transporte são afastados por suspeita de cobrança de propina

Temer fez a declaração após passar alguns minutos em um churrasco organizado pela Força Sindical em uma quadra residencial em Brasília. O vice-presidente chegou acompanhado do ministro da Previdência, Garibaldi Alves Filho, e do presidente da Câmara, deputado Marco Maia (PT-RS). Junto com outras centrais sindicais e movimentos sociais, a Força participará nesta quarta-feira (6) de uma mobilização pela aprovação de reivindicações dos trabalhadores, como a redução da jornada de trabalho.

Com informações da Agência Brasil

Siga-nos e curta-nos:
RSS
Follow by Email
Twitter
Visit Us
Follow Me