Ceará Greve

Trabalhadores da UTE do Pecém podem entrar em greve a partir desta terça

Trabalhadores da UTE em assembleia geral (Foto: Sintepav)

Cerca de 7 mil trabalhadores da Usina Termoelétrica do Pecém podem entrar em greve a partir desta terça-feira (20), por tempo indeterminado. A informação é do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção de Estradas, Pavimentação e Obras de Terraplanagem em Geral no Estado do Ceará (Sintepav), que representa a categoria.

Segundo o Sindicato, o motivo da paralisação é o não pagamento da “periculosidade'” para todos os funcionários do canteiro de obras (“site”) e da insalubridade apenas para aqueles dos setores mais expostos. Essas duas reivindicações, de acordo com a categoria, ainda não haviam sido resolvidas, mesmo após as três paralisações que ocorreram em 2011.

Proposta não aceita
Conforme o sindicato dos trabalhadores, havia um compromisso, por parte das empresas, em fazer os estudos para implantar a periculosidade apenas para os setores de risco. Já a insalubridade, a proposta era pagá-la apenas para os setores de carvão. A categoria, no entanto, não aceitou o que foi proposto.

As empresas fizeram uma proposta de pagar periculosidade apenas para 550 trabalhadores em todo o site (canteiro de obras) e de pagar a insalubridade para 317 somente no setor de carvão, com o pagamento da faixa mínima que é de 10%”, afirma a nota enviada pelo Sintepav.

Aguardando contato
O edital de greve para esta terça-feira (20) já foi publicado em um jornal impresso de Fortaleza. Segundo o sindicato dos trabalhadores, eles aguardam, agora, que as empresas entrem em contato, para negociar e solucionar o impasse. Caso isso não aconteça, a categoria vai paralisar as atividades.

Leia mais:
Trabalhadores da Usina Termelétrica do Pecém paralisam as atividades

Redação Jangadeiro Online, com informações do Sintepav


Curtir:


One thought on “Trabalhadores da UTE do Pecém podem entrar em greve a partir desta terça

Comments are closed.