Nacional

Transposição do São Francisco tem 10 investigações do MPF em curso

Transposição já foi bandeira de campanha de muitos políticos. Na foto da Agência Brasil, Ciro Gomes, Lula, Dilma Rousseff e Aécio Neves durante visita em 2010

A obra de transposição do Rio São Francisco, principal projeto tocado pelo Ministério da Integração Nacional, é alvo de pelo menos dez investigações do Ministério Público Federal (MPF). A maior parte dos inquéritos concentra-se em Pernambuco, Estado do ministro Fernando Bezerra Coelho. Três investigações foram abertas na gestão do ministro. A informação é do jornal O Estado de S.Paulo.

Superfaturamento
A Procuradoria da República em Pernambuco apura indícios de superfaturamento no Eixo Leste e de descontrole no pagamento de aditivos na gestão de Bezerra. Entre os contratos suspeitos estão o 34/2008, que será retomado na primeira quinzena de fevereiro, e o 29/2008. O primeiro teve reajuste de 14,6% do valor inicial, que passou de R$ 235,5 milhões para R$ 269,9 milhões. O aumento contratual do segundo foi de 21% (de R$ 250,9 milhões para R$ 303,6 milhões).

Leia ainda:
Procurador-Geral da República vê indícios de improbidade contra ministro da Integração e envia representação à primeira
instância
  

Ministro da Integração nega favorecimento a Pernambuco e a parentes
Dilma retira irmão de ministro e nomeia novo presidente da Codevasf  
Depois de pôr irmão em estatal, ministro da Integração deu cargo ao tio em comitê

Investigações
Outro fato que está sendo apurado é que as medições dos serviços executados estavam sendo feitas pelas empresas construtoras e não pelas supervisoras. Os problemas foram apontados por uma auditoria do Tribunal de Contas da União (TCU), realizada entre 7 de abril e 27 de maio do ano passado, e remetida ao MPF.

Do Estadão.com