Ceará

TRE do Ceará adota unidade móvel e chama atenção de eleitores de Fortaleza

Os eleitores poderão tirar o título, transferir, obter a 2ª via ou fazer a revisão eleitoral.

A partir desta segunda-feira (24), a Unidade Móvel do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará ficará estacionada dentro da Cidade da Criança, no Centro de Fortaleza, de segunda a sexta, das 8 às 17 horas.

Os eleitores poderão fazer o recadastramento biométrico, bem como tirar o título pela primeira vez, transferir, pedir a 2ª via e certidões eleitorais.

Fortaleza
Em Fortaleza, a biometria ainda não será obrigatória para as eleições de 2018, entretanto, o TRE alerta aos eleitores que antecipem seu recadastramento biométrico, para evitar filas no final do prazo. A meta é atingir o índice de pelo menos 46% do eleitorado até as Eleições de 2018. Do total de 1.700.186 eleitores na capital cearense, apenas 306.781 (18,03%) realizaram o recadastramento biométrico.

Já estão disponíveis postos de atendimento nas unidades do Vapt Vupt de Messejana e de Antônio Bezerra, na Central de Atendimento ao Eleitor, na Praia de Iracema e, agora, na Unidade Móvel do TRE na Cidade das Crianças, no Centro.

Título
Além disso, o tribunal alerta sobre o cancelamento de títulos. O eleitor que não votou nem justificou nas últimas três eleições tem apenas oito dias para regularizar a sua situação perante a Justiça Eleitoral. O prazo termina no próximo dia 2 de maio, de acordo com o calendário do TSE. A legislação considera cada turno de votação um pleito em separado para efeito de cancelamento de título.

Números
O levantamento do TRE mostra que, no Ceará, dos 69.739 títulos, apenas 968 foram regularizados até agora. Quem não comparecer ao cartório eleitoral, terá o título cancelado. Só em Fortaleza são 28.136 títulos; em Caucaia, 3.855 e em Juazeiro do Norte, 1.301 eleitores. O total de títulos passíveis de cancelamento em todo o país é 1.961.530.

Pendências
Para regularizar as pendências, o eleitor deverá apresentar documento com foto que comprove sua identidade, título eleitoral e comprovantes de votação ou de justificativa. Se não possuir, deve pagar a multa ou solicitar a dispensa de recolhimento, para os casos previsto em lei. A situação eleitoral pode ser consultada pelo endereço do TRE na internet ou no Disque Eleitor, através do telefone 148.

Consequências
Segundo o TRE, o cidadão que não regularizar a situação do título junto à Justiça Eleitoral poderá ser impedido de obter passaporte ou carteira de identidade, receber salários de função ou emprego público e obter certos tipos de empréstimos e inscrição. Além disso, pode ter dificuldades para ser investido e nomeado em concurso público, renovar matrícula em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo e obter certidão de quitação eleitoral ou qualquer documento perante repartições diplomáticas a que estiver subordinado.

Com informações do TRE


Curtir: