Ceará

Tribunal de Contas do Ceará é convidado para Reunião de Consultas do Bird

Valdomiro Távora é o presidente do TCE. Foto: Divulgação

O Tribunal de Contas do Estado do Ceará (TCE-CE) e o Tribunal de Contas da União (TCU) foram convidados a participar da Revisão da Política de Aquisições – Reunião de Consultas – junto ao Banco Mundial (Bird), a ser realizada a partir das 9 horas desta sexta-feira (21/9), no escritório do Banco, em Brasília (DF).

Objetivo
O objetivo do encontro é analisar as melhores práticas, realizar um exercício abrangente de apuração de fatos e permitir tempo para consultas extensas com os interessados. De acordo com o Especialista em Aquisições do Bird, Danilo Carvalho, o TCE-CE e o TCU foram os únicos tribunais de contas do país a serem convidados à operação de consulta.

Evento
O evento será aberto pelo coordenador Geral de Operações para o Brasil do Banco Mundial, Boris Utria. A Corte de Contas cearense será representada pelos analistas de Controle Externo, José Alexsandre Fonseca da Silva e Manuel Salgueiro Rodrigues Júnior, respectivamente coordenador e subcoordenador da Comissão Especial de Auditoria Operações de Crédito Externas.

Troca de experiências
Aos dois servidores foi entregue um material para leitura, a ser realizada antes da consolidação da reunião. A expectativa é de que sejam dadas contribuições e expostas as experiências que o TCE vive em procedimentos e aquisições realizadas nas auditorias, financeiras e/ou operacionais.

“A vantagem do Tribunal é que ele foi capaz de provar que tem conhecimento e competência em auditorias. O Banco reconheceu o trabalho de relevância que é feito aqui e essa experiência deve dar aos consultores o feedback de que precisam”, diz o analista, que complementa: “Não é da noite para o dia que se estabelece a excelência, mas estamos aqui para provar que o caminho traçado é correto.” Para Manuel Rodrigues, “o envolvimento do Tribunal com a Operação SWAp II fez com que o Banco tentasse trazer para mais perto as práticas regionais”. Rodrigues acredita que a escolha do Bird em convidar o TCE-CE demonstra que o Ceará tem bom conhecimento em auditorias e operações de crédito.

Com informações da Assessoria


Curtir: