Ceará

Aula inaugural do Mestrado em economia será realizada nesta terça no TCE

Valdomiro Távora é o presidente do TCE. Foto: Divulgação

O Tribunal de Contas do Estado do Ceará e o Instituto Escola Superior de Contas e Gestão Público Ministro Plácido Castelo (IPC) realizam, nesta terça-feira (7/8), às 18 horas, no Pleno da Corte de Contas, solenidade que marcará o início do Curso de Mestrado Profissional em Economia do Setor Público, a ser realizado em parceria com a Pós-Graduação em Economia da Universidade Federal do Ceará (CAEN/UFC). Este é o primeiro curso de Mestrado realizado pela Rede de Escolas de Governo do Estado do Ceará.

Solenidade
A saudação aos 41 alunos será feita pelo presidente do TCE-CE, conselheiro Valdomiro Távora, e pelo diretor-presidente do IPC, conselheiro Alexandre Figueiredo. Dos 41 alunos, 19 são servidores do Tribunal de Contas do Estado. Duas vagas foram ocupadas por funcionários do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) e o restante pela população em geral. A aula inaugural será proferida pelo coordenador do Mestrado Profissional em Economia, professor dr Márcio Veras Corrêa, que falará sobre o tema “Corrupção e Desenvolvimento”. O Pró-Reitor de Pesquisa e Pós-Graduação da UFC, Gil de Aquino Farias, estará presente ao evento, representando a UFC.

Parceria
As aulas do Mestrado Profissional em Economia do Setor Público (MESP), resultado da parceria entre o TCE-CE e o CAEN, acontecerão semanalmente, de terça à quinta, das 19 às 22 horas, no Auditório do IPC. De acordo com a Coordenação do Programa CAEN, o curso apresentará uma abordagem teórica rigorosa, todavia, sem requerer o grau de formalização matemática presente nos cursos de mestrado acadêmico em economia. As primeiras aulas, de Matemática e Microeconomia, serão ministradas pelos professores doutores Paulo Matos (EPGE/FGV-RJ) e João Mário de França (EPGE/FGV-RJ), respectivamente.

Indispensável
São condições indispensáveis para obter o título de mestre elaborar e defender uma dissertação dentro de sua área de especialização, completar os créditos exigidos com um Índice de Aproveitamento Global (IAG) igual ou superior a 7 (sete), manter média acumulada superior a 7 (sete) em dois períodos letivos consecutivos e ter frequência mínima de 75% em cada disciplina.

E ainda
O aluno precisa cursar, no mínimo, 12 créditos correspondentes às disciplinas obrigatórias e 12 créditos correspondentes às disciplinas eletivas. A previsão de término do mestrado é julho de 2014. A carga horária total do Curso Profissionalizante é de 480 horas/aula, o equivalente a 30 créditos. O Mestrado é opção ideal para aqueles que, mesmo permanecendo em suas atividades profissionais, desejam aprofundar seus conhecimentos sobre Economia e Finanças e obter uma titulação de “Mestre em Economia”, reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC) e Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).

Com informações da Assessoria do TCE


Curtir: