Ceará

Universidade do Trabalho Digital certifica 250 pessoas nesta quinta-feira

Universidade do Trabalho Digital certifica 250 pessoas nesta quinta-feira

Nesta quinta-feira (20), às 17 horas, acontece a solenidade de entrega dos certificados aos 250 alunos que concluíram os cursos de Iniciação Digital e de Qualificação Especializada em TI, realizados pela Universidade do Trabalho Digital (UTD). O evento será realizado na própria UTD, à Rua Major Facundo, 500 (prédio do antigo Cine São Luiz), 11º andar – Centro de Fortaleza.

A UTD é uma iniciativa do Governo do Estado do Ceará, através da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior (Secitece), que oferece formação profissional gratuita na área de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) em níveis básico e avançado.

Formação
A UTD fecha o ano tendo certificado 680 pessoas. Os níveis de formação da UTD dividem-se em Iniciação Digital e Qualificação Especializada em TI. A formação em Iniciação Digital capacita os participantes em Software Livre, contemplando os conteúdos básicos do sistema operacional Linux, do aplicativo BrOffice e Internet. É dedicado às pessoas que necessitam de conhecimentos básicos sobre novas tecnologias, ampliando a oportunidade de empregabilidade.

Curso
Já a Qualificação Especializada em TI é uma oportunidade àqueles que procuram complementação para uma formação específica. São cinco cursos: PHP, Design Gráfico, Java, Linux Avançado e Conectividade e Segurança da Informação. Em todos os níveis, os alunos recebem formação em Empreendedorismo, como forma de potencializar a formação profissional e, consequentemente, a inserção no mercado de trabalho.

Parceria
Os cursos da UTD que formaram as 250 pessoas foram executados através de parceria com o Centro de Treinamento e Desenvolvimento (Cetrede), instituição vinculada à Universidade Federal do Ceará. Em 2013, está prevista a capacitação de 2.800 pessoas em Iniciação Digital e de 800 pessoas nos cursos de Qualificação Especializada em TI.

Perfil dos beneficiados
A certificação aumenta a capacidade de inserção no mercado de trabalho dos estudantes, e, mais que isso, incluem socialmente os recém-formados. O perfil dos estudantes da UTD revela de que de uma amostragem de 1.860 inscritos nos cursos, a maior parte vem das regionais I (Barra do Ceará, Pirambu, Jardim Guanabara, etc) e Regional VI (Messejana, Jangurussu, etc). São em sua maioria jovens de 16 a 21 anos que buscam conhecimentos básicos em informática com o curso de Iniciação Digital.

Com informações da Assessoria de Imprensa da Secitece


Curtir: