Fortaleza

Vai e volta: Nova liminar permite aumento da tarifa de ônibus em Fortaleza

Vai e volta: Nova liminar permite aumento da tarifa de ônibus em Fortaleza
Vai e volta: Nova liminar permite aumento da tarifa de ônibus em Fortaleza

O preço da passagem de ônibus voltará a subir nesta quinta-feira (21), em Fortaleza. O Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado (Sindiônibus) conseguiu na Justiça, por meio do desembargador Rômulo Moreira de Deus, decisão para aumentar novamente o preço da passagem de ônibus urbano. O valor, que tinha voltado para R$ 2 (inteira) e R$ 1 (meia), chega novamente a R$ 2,20 (inteira) e R$ 1,10 (meia).

Vai e volta
Desde o último sábado (16), a passagem estava custando R$ 2, após decreto assinado pelo atual prefeito da capital, Roberto Cláudio. O Sindicato havia entrado, na sexta-feira (15), com recurso contra a redução dos preços da passagem.

Sindicato
Em nota, o Sindicato informou que “o retorno da tarifa ao valor anterior traria sérios prejuízos à capacidade das empresas honrarem seus compromissos com funcionários, fornecedores e investimentos”.

Entenda a polêmica
A discussão sobre o aumento do valor da passagem de ônibus em Fortaleza começou em dezembro de 2012. Inicialmente, a tarifa seria de R$ 2,25 (inteira) e R$ 1,10 (meia), e até chegou a ser cobrada no dia 11 de dezembro, surpreendendo muitos fortalezenses. No dia seguinte, a prefeitura conseguiu derrubar a liminar que determinou o aumento e a tarifa voltou a valer R$ 2.

Saiba mais:
Passagem de ônibus em Fortaleza ficará mais cara a partir do dia 11
Roberto Cláudio diz que reajuste da tarifa de ônibus é “pegadinha” e promete recorrer para impedir aumento da passagem

Em nota, Sindiônibus justifica reajuste e diz que Fortaleza segue com passagem mais barata “em cidades do mesmo porte”

E ainda
A liminar que aumentou a tarifa da passagem de ônibus para R$ 2,20 foi assinada no dia 21 de dezembro, pelo titular da 1ª Vara da Fazenda Pública da Comarca de Fortaleza, porém, a notícia chegou ao conhecimento do público apenas no dia 31 do mesmo mês. Nesse período, a Prefeitura de Fortaleza, ainda sob o comando de Luizianne Lins, não recorreu da decisão. A contestação foi feita somente após a posse da nova gestão.

Do Portal Jangadeiro Online


Curtir: