Banheiros Fantasmas Corrupção Primeiro Plano

Valdomiro Távora admite que desvio de verbas pode atingir outras secretarias

A falta de controle interno e externo pode ter facilitado desvios de verbas públicas no governo do Ceará. A constatação foi consenso entre o promotor de justiça Luiz Alcântara e o presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Valdomiro Távora, entrevistados no encerramento da série especial do Programa Primeiro Plano sobre o escândalo dos banheiros, exibido nesta quinta-feira(25).

Para Valdomiro Távora, em virtude do volume de convênios realizados nos últimos anos, o TCE não tem estrutura para fiscalizar tudo, e que, portanto, convênios feitos em outras secretarias podem ter as mesmas irregularidaades denunciadas pelo MP no caso dos banheiros fantasmas.

“Não só o TCE, mas em outros órgãos [de fiscalização], há carência de pessoal. Então, muitas vezes essa apuração é feita por amostragem. (…) A intenção do Tribunal, mesmo com a carência de servidores, é acompanhar detalhadamente esse volume de convênios, que realmente é muito grande, do governo do Estado com prefeituras e associações”.

Para Luiz Alcântara, que integra a Procuradoria dos Crimes contra a Administração Pública (Procap), ainda “não é possível estabelecer ainda os beneficiários dos desvios”. No entanto, o promotor ressalta a própria imprensa provou “a não execução do objeto conveniado” em vários municípios.

“O governo pode ser, ou não, vítima de omissão. O Ministério Público só age de forma repressiva quando os controles internos e os externos não funcionam. Quando falham todos os controles, resta o controle repressivo. Portanto, os governos devem se qualificar para aperfeiçoar seus controles internos, e não se aborrecer se esse controle for realmente eficaz, cobrando e dizendo ao gestor o que está certo ou errado”.

O presidente do TCE afirmou que o órgão tem concentrado esforços depois que o escândalo foi noticiado, envolvendo o ex-presidente da Corte, o conselheiro Teodorico Menezes, justamente para mostrar que o caso não tem relação institucional com o Tribunal, uma vez que as acusações contra Teodorico constituiriam uma particularidade.

No final da série a jornalista Kézya Diniz aproveitou para agradecer a participação dos convidados e falou sobre o compromisso do Sistema Jangadeiro de “se manter vigilante na defesa da cidadania, na busca pela verdade, contra a corrupção e a impunidade” e de continuar “acompanhando os desdobramentos do caso dos banheiros fantasmas, até que a pergunta que deu origem a essa série seja respondida: afinal, onde foi parar o dinheiro público?”

Leia também:
Assista à série sobre o escândalo dos banheiros no Programa Primeiro Plano
Assista ao terceiro programa Primeiro Plano Especial – Escândalo dos banheiros
Silêncio de Cid é incompreensível, afirma o sociólogo André Haguette
Primeiro Plano: corrupção está no colo do Governo do Ceará, afirma Heitor Ferrer

Assista à reportagem exibida no Jornal Jangadeiro:


Curtir:


One thought on “Valdomiro Távora admite que desvio de verbas pode atingir outras secretarias

  1. parabéns professor Jorge Hélio, da última vez que vi alguém falando assim foi há muito tempo atráz. É, foram personagens da nossa própria história que a partir daí viraram alvos de inimigos, esses do seu mesmo convívio , é o chamado “FOGO AMIGO”. mas não tenha medo do que sr. fala pois, a justiça está sempre do lado de quem a fomenta. Deus te abençoe! Apartir de hoje sou seu fân, seu e do Presidente edimir martins. AUDIENCIA PÚLBLICA COM O CNJ JÁ AQUI NO CEARÁ…

Comments are closed.