Fortaleza

Vereador diz que Ivo Gomes fez um “pacto de ilegalidade” para reduzir ano letivo da rede pública de Fortaleza

Vereador diz que Ivo Gomes fez um "pacto de ilegalidade" para reduzir ano letivo da rede pública de Fortaleza. Foto:CMFor
Vereador diz que Ivo Gomes fez um “pacto de ilegalidade” para reduzir ano letivo da rede pública de Fortaleza. Foto:CMFor

O vereador Ronivaldo Maia (PT) afirmou nesta quarta-feira, 20 de fevereiro, na tribuna da Câmara, que o secretário de Educação de Fortaleza, Ivo Gomes, fez um “pacto de ilegalidade” para reduzir o ano letivo das escolas municipais referente a 2012. Segundo ele, a medida fere a Lei de Diretrizes da Educação.

Leia aqui:
Volta às aulas: Período letivo de 2013 na rede municipal de Fortaleza começa dia 18 de março

Contra
Além disso, o Sindicato Único dos Trabalhadores da Educação doCeará (Sindiute) anunciou que é contra a medida, decisão comemorada por Ronivaldo. “Com certeza, o Ministério da Educação também deve posicionar-se contra a decisão, que é ilegal e autoritária. Os alunos vão perder muito com a redução de 20% do ano letivo e a decisão do secretário Ivo de adotar 1 mil horas em 2013 não convence”, destacou o vereador.

CTC
Ronivaldo também informou que uma Comissão de vereadores recebeu os servidores da Companhia de Transporte Coletivo (CTC) de Fortaleza, que fazem o transporte escolar de alunos da rede pública estão com os salários atrasados. “Dois vereadores da situação comprometeram-se a levar a demanda ao prefeito Roberto Cláudio. Se ele não pagar até sexta-feira, os funcionários irão parar e milhares de alunos ficarão prejudicados, sem transporte escolar”, alertou.


Curtir: