Câmara Municipal
Atualizado em: 17/08/2011 - 5:46 pm

Vereador do PDT é o líder da oposição na Câmara Municipal - Foto: Genilson de Lima

O líder da oposição na Câmara Municipal de Fortaleza, vereador Plácido Filho (PDT), utilizou a tribuna na sessão desta quarta-feira (17) para questionar os índices de crescimento da renda na Capital, publicados na revista Isto É. Durante pronunciamento, ele ainda afirmou que a gestão de Luizianne Lins (PT) cometeu crime do “colarinho branco”.

O parlamentar disse que o veículo de comunicação não teve culpa pela publicação dos dados, pois os mesmo foram manipulados pela atual administração.

Plácido apresentou a tabela da pesquisa da Fundação Getúlio Vargas, afirmando que o desempenho de Fortaleza está entre os piores do Nordeste e do Brasil. Para o vereador, a gestão apoderou-se dos índices da Região Metropolitana (52,25%).

“O estudo deixa claro que a designação periferia de Fortaleza se trata da região Metropolitana e não da Capital cearense”, apontou.

Com a utilização dos dados da Região Metropolitana, como destacou Plácido, a Prefeitura conseguiu deixar o Município em 36º lugar no ranking da renda, ou seja, o último lugar no país. Segundo Plácido a renda média da RMF está abaixo da realidade da Capital, e, com isso, Fortaleza se encontra em estado de miséria.

“A prefeita se aproveitou do ótimo percentual da RMF, mas menosprezou a realidade dos números”, apontou.

Leia também: João Alfredo diz que dados de revista sobre Fortaleza foram manipulados

O líder da oposição relacionou o caso com os crimes de “colarinho branco”, sugerindo que a Câmara cobre o ressarcimento do dinheiro utilizado na “falsa publicidade” dos dados.

“Faço um requerimento verbal para que a Prefeitura revele quanto foi tirado dos cofres públicos para o pagamento da fraude, e que o dinheiro seja devolvido num prazo de até 24 horas”, ressaltou.

Resposta
Em defesa da gestão, utilizando o tempo da liderança do Executivo, o vereador Guilherme Sampaio (PT) disse que a oposição não faz um debate qualificado, utilizando a tribuna do Legislativo para acusar a Prefeitura de fraude sem ter provas.

Com informações do site da CMFor

Siga-nos e curta-nos:
RSS
Follow by Email
Twitter
Visit Us
Follow Me