Ceará

Vereadores de Lavras da Mangabeira propõem cortes e redução de 30% nos próprio salário

Vereadores de Lavras da Mangabeira propõem cortes e redução de 30% nos próprio salário
Vereadores de Lavras da Mangabeira propõem cortes e redução de 30% nos próprio salário

A Câmara Municipal de Lavras da Mangabeira enviou, na última sexta-feira, 11 de setembro, um ofício ao prefeito da cidade, Gustavo Augusto Lima, conhecido como doutor. Tavinho, propondo a redução de cargos e salários no executivo e no legislativo municipal, com o objetivo de equilibrar as contas do município.

Corte
No documento, os parlamentares municipais propõem a redução de 30% no salário dos próprios vereadores e do prefeito, redução de 30% dos cargos comissionados da prefeitura, também com corte de 30% nos salários, redução de 30% dos gastos com assessoria jurídica e de convênios, e a extinção de diárias e gratificações.

Detalhe
O ofício, assinado pelos vereadores Edinardo Linhares (PMDB), Hélio Sarmento (PTC), Jadna Gomes (PR), João Hélio (PRB), João Ricarte (PMDB), Nem Ferrer (PSC), Nilton Dantas (PMN), Titil Lobo (PMDB), Vicente Crente (PPS) e Vicente Félix (PHS), especifica ainda que os funcionários comissionados que ganham até um salário mínimo não serão afetados pelos cortes.

Polêmica
A ideia inicial de reduzir o salário dos vereadores e do gestor municipal partiu do prefeito doutor Tavinho, mas, segundo os autores da proposta, o chefe do executivo municipal teria como real objetivo atingir o legislativo municipal, em resposta as diversas denúncias feitas pelos vereadores apontando falhas em sua gestão. Porém, apesar disso, os vereadores abraçaram a ideia e ainda propuseram demais medidas que podem, de fato, beneficiar o município.


Curtir: