Polêmica

Via Expressa: Luizianne cobra fim do impasse entre Estado e Prefeitura para evitar “prejuízos à população”

Via Expressa: Luizianne cobra fim do impasse entre Estado e Prefeitura para evitar “prejuízos à população”. Foto: Kézya Diniz

“Na verdade, para nós, o que tá acontecendo não é um acordo entre governo e prefeitura. O que tá acontecendo é o descumprimento da Matriz de Responsabildade assinada por nós, pelo Governo do Estado e pelo Governo Federal”, foi com essa declaração que a prefeita Luizianne Lins voltou a defender que é do governo Cid Gomes, a responsabilidade pelas desapropriações na via expressa para a construção de túneis do pacote de obras da Copa de 2014.

A declaração foi feita na noite de sexta-feira (28) em entrevista à imprensa após antes do comício do candidato do PT à prefeitura de Fortaleza no centro da Cidade. A petista ainda completou afirmando que a prefeitura encaminhou toda a documentação e Brasília vai resolver”.

Impasse
Luizianne Lins disse que é preciso resolver o impasse para evitar prejuízos a obra e à população. “Realmente é uma coisa que nós temos apenas que cumprir a Matriz de Responsabilidade e isso significa que o Governo do Estado tem que fazer a desaprorpiação.  “Eu acho que não pode é ficar prejudicada essa questão e o povo de fortaleza prejudicado”, enfatizou.

Reunião
A reunião sobre as desapropriações da na Via Expressa entre prefeita de Fortaleza Luizianne Lins e o governador do estado Cid Gomes acabou sem nenhum consenso entre ambas as partes, nesta sexta-feira (28).

Mesmo sem um comum acordo, ficou definido que Prefeitura e governo vão procurar a mediação do Grupo Gestor da Copa (Gecopa) para deliberar sobre o impasse.

Obras
As obras são ligadas ao pacote de ações para a Copa do Mundo Fifa Brasil 2014 e as desapropriações seriam necessárias a construção de quatro túneis no local.

E ainda
Também participaram da reunião o secretário Municipal de Desenvolvimento Urbano e Infraestrutura, Luciano Feijão, o secretário de Projetos Especiais da Prefeitura de Fortaleza, Geraldo Accioly, o secretário Estadual da Infraestrutura, Adahil Fontenele, e o secretário Especial da Copa, Ferruccio Feitosa.

Accioly e Ferrúcio falaram à imprensa sobre o encontro. Segundo eles, Prefeitura e Governo do Estado apresentaram suas teses sobre as responsabilidades nas desapropriações.

Nas mãos da Gecopa
O Gecopa é o grupo de trabalho do governo federal para a Copa que tem como objetivo coordenar e consolidar as ações, estabelecer metas e monitorar os resultados de implementação e execução do Plano Estratégico Integrado para a Copa 2014.

“Quando eventuais entes federativos têm alguma discordância sobre as ações (da Copa), eles procuram a instância superior, que é o Gecopa”, detalhou Accioly. De acordo com ele, a Prefeitura vai enviar ofício ao Grupo, solicitando a mediação. O Gecopa definirá data para deliberar sobre o caso.

Com reportagem de Renata Pimentel


Curtir: