Fortaleza

Volta às aulas: Período letivo de 2013 na rede municipal de Fortaleza começa dia 18 de março

Volta às aulas: Período letivo de 2013 na rede municipal de Fortaleza começa dia 18 de março. Informação foi divulgada pelo secretário de Educação, Ivo Gomes. Foto: Omar Jacob
Volta às aulas: Período letivo de 2013 na rede municipal de Fortaleza começa dia 18 de março. Informação foi divulgada pelo secretário de Educação, Ivo Gomes. Foto: Omar Jacob

“Depois de sete anos é a primeira vez que Fortaleza vai ter o calendário escolar regularizado”. Foi com essa declaração que o secretário de Educação do município abriu a entrevista coletiva à imprensa concedida na tarde de segunda-feira (18). Na ocasião, Ivo Gomes anunciou que as aulas do ano letivo de 2013, da rede municipal de Fortaleza, começam no dia 18 de março e que a carga horária dos alunos será modificada.

Calendário
A secretaria anunciou os calendários de aulas das escolas para os anos de 2013 e de 2014. De acordo com o planejamento, as aulas dos destes dois anos letivos vão obedecer o seguinte calendário:

  • Em 2013, as aulas começam no dia 18 de março e terminam em 10 de janeiro de 2014;
  • No ano letivo de 2014, as aulas vão começar no dia 3 de fevereiro. Serão 200 dias de aulas, atendendo o que determina a lei.

Nova carga horária
Por causa das paralisações dos professores no ano passado, a rede municipal de Fortaleza ainda está no calendário letivo de 2012. As greves atrasaram as aulas por cerca de dois meses. A saída, segundo a secretaria, foi antecipar para o dia 22 de fevereiro, o fim do ano letivo que só deveria acabar no dia 29 de abril. Assim, o município deixa de cumprir 80 horas/aula que serão compensadas ao longo de 2013 da seguinte forma:

  • Estudantes do primeiro e do segundo anos do Ensino Fundamental passarão de 800 para 1000 horas/aula;
  • Estudantes do sexto ao nono ano vão passar das atuais 800 para 1100 horas/aula.

Sem greves
Durante coletiva, Ivo Gomes disse que o novo calendário foi discutido com representantes de entidades ligadas à Educação e prometeu atender as reivindicações da categoria para evitar novas greves no futuro.

Com informações do repórter Omar Jacob


Curtir: